Cidade

Semana Santa movimenta peixarias da Feira Permanente de Samambaia

Vistos

A proximidade com a páscoa aumenta a demanda por peixes no Brasil, e em Samambaia/DF não poderia ser diferente. Mas fique de olho na qualidade e armazenamento dos alimentos.

QUALIDADE

“Em geral, as peixarias do Distrito Federal mantêm-se dentro dos padrões de qualidade”, diz o gerente de Alimentos da Vigilância Sanitária, André Godoy.

Ele observa que os problemas mais comumente encontrados estão na refrigeração, na origem do peixe e nas boas práticas de higiene. “O peixe é o mais perecível dos perecíveis. Por isso, é preciso ter muito cuidado com o armazenamento. Devem estar a uma temperatura perto de zero grau”, explica Godoy.

Os agentes da Vigilância observam, ainda, se os funcionários estão paramentados de forma correta, se os peixes e outros frutos do mar estão em boa qualidade e também verificam a câmera fria. “Normalmente, os peixes da vitrine são os mais bonitos. Precisamos ver, com mais rigor, os que estão guardados”, alerta.

Késia Paos
o autorKésia Paos
Coordenadora de Jornalismo Local
Jornalista da rádio Ativa FM

Deixe uma resposta

WhatsApp #ZAPATIVA