Noticias

Morador de Samambaia transforma Kombi em Motorhome durante a pandemia

Vistos

Essa é uma história de um homem apaixonado por aventura. É isso mesmo! Luiz Nascimento sempre gostou de aventuras. Desde moleque, no Rio de Janeiro ele fuçava as redondezas de bicicleta. Quando chegou à Brasília ganhou uma “caloi 10”, que na verdade era uma monark. Ainda jovem  se aventurou por duas vezes dar volta no Lago Paranoá, e mais uma outra volta com outra bicicletinha, isso na segunda metade dos anos 70.

Em 2005, com filhos já grandes e tal, um pouco mais livre dos compromissos de casado e pai, comprou uma moto custom e começou a viajar com um amigo. Percorreu varios cantos do Brasil e alguns países da América do Sul, Deserto do Atacama. Mas o tempos passou, na verdade voou. Os filhos de Luiz cresceram, casaram, se mudaram. Então, já aposentado, Luiz Nascimento criou outros projetos na vida.

Viagens e aventuras sempre foram sua paixão. A partir de 2008, viajou pra Disney, Bahamas, Cancún, Japão, Alemanha, Itália, Portugal. Por acaso, durante suas viagens Luiz Nascimento conheceu vários casais morando em motorhomes e viajando pelo Brasil, e até pelomundo.. O conceito do Motorhome é levar sua própria casa para onde quiser e quando quiser.  “Isso era fantástico! Conhcendo essas histórias, eles detonaram o mito de que os custos para construir um motor home era muito elevado.”

Com o sugimento da pandemia no Brasil, logo no início de 2020 e isolado em casa sua casa em Samambaia, Luiz não teve mais tempo de navegar. Foi quando começou a pesquisar e percebeu que conseguiria construir sua Kombi Home. “Pesquisei um bocado as várias opções kombis e de projetos de vida,  e  determinei os meus”, conta Nascimento.

Não tinha muito dinheiro pra motorhome muito elaborado. Despois de algum tempo esseaventureiro percebeu que as Kombis se encaixavam perfeitamente no orçamento.  E mesmo com o orçamento apertado comprou uma 2002. Foram feitos vários reparos, na parte mecânica e da lataria.  Foram alguns meses só nesta parte até poder começar a parte da ‘home”, do “motor casa”, como categorizou o Detran.

Estudando dezenas de projetos de “arquitetura”, Luiz foi realizando o projeto pessoal de contruir sua Kombi Home. Pensou em tudo: energia, baterias, caixas dágua, pia, fogão, geladeira, cama, armários, pisos. Tudo isso num espaço de 5m².

“A ideia, ou necessidade, de viver num motorhome é conviver com o minimalismo. Ter poucas coisas e as coisas importantes para esse estilo de vida. Então montei pacote completo que me permitisse ficar conectado à energia de um camping, ou auto-sustentável no meio do mato (wild-camping). Daí tenho placa solar que me dá autonomia elétrica mesmo com os dias nublados, de muita chuva e pouco sol, que estamos tendo, geladeira, fogão com forno pra fazer uns pão de queijo, que ninguém é de ferro, um sofá cama e alguns armários. Basicamente é isso” enumera Luiz.

Cabe bastante coisa dentro da Predileta, como é chamada a Kombi de Luiz Nascimento. A ideia desse morador de Samambaia é rodar pelo Brasil  sem hora dia ou lugar deternimado para parar . O desejo é seguir o coração para que  os olhos pra vivenciem as belezas deste lindo país e conhecer muitas pessoas por ai.

“Desde que iniciei as viagens de moto, quis quebrar paradigmas, preconceitos e mostrar pra todos que nem o motoqueiro era aquele bicho malvado que o cinema criou. Mostrar que nem a moto era perigosa tanto assim, ainda mais na estrada. E que mesmo sendo um “duro”, poderia viver aventuras prazerosas na vida. E assim fiz. Publiquei, fotografei, conversei, divulguei o que foi possível. Com a Predileta, também: quero mostrar que é possível ter seu motorhome e viver uma vida mais natureza e menos estressada, antes mesmo de aposentar”, explica o criador da Predileta.

Luiz pretende fazer vários vídeos de viagens com a Predileta no youtube com o Projeto Bora Viajar. Quer, além de incentivar as pessoas em seus sonhos, retribuir os colegas que publicaram e ajudaram a construir projeto, e manter familiares, parentes, amigos e seguidores atualizados das aventuras e  bem informados turisticamente sobre lugares a serem visitados.

Se você quer conhecer mais esse projeto conheça o perfil no Instagram @projetoboraviajar. 

 

o autorKésia Paos
Coordenadora de Jornalismo Local
Jornalista da rádio Ativa FM
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
WhatsApp #ZAPATIVA