Saúde

IMPORTANTE: Hospital da Criança de Brasília recebe habilitação para realizar transplante de medula óssea

Nos últimos três anos, unidade preparou equipes para implantar o serviço no Distrito Federal

Foto: Reprodução da Internet
Vistos
O Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) foi habilitado, pelo Ministério da Saúde, para realizar transplantes de medula óssea. A autorização foi concedida por meio da Portaria Nº 911, de 30 de julho de 2019, divulgada no Diário Oficial da União na manhã da última sexta-feira (2 de agosto).
Segundo a diretora técnica do HCB, Isis Magalhães, o Hospital almejava a realização deste tipo de procedimento. A Unidade de Internação do HCB, inaugurada em novembro de 2018, já previa dez leitos voltados especificamente ao transplante de medula óssea.
Magalhães explica que “é preciso uma estrutura tecnológica e expertise médica e de enfermagem – que é muito importante no serviço de medula óssea –, que requer anos de treinamento. Implantar o serviço de transplante de medula em um hospital pediátrico de alta complexidade é uma consequência natural. Nós já havíamos recebido as visitas de vistoria técnica da Central de Transplantes do Ministério da Saúde”.
Desde 2016, o HCB tem acompanhado mais de 90 crianças que passaram pelo transplante em outros estados do Brasil. Enquanto isso, o Hospital também estava em preparação para realizar o procedimento.

COMEÇO –
 “Nos últimos três anos, estruturamos um ambulatório para avaliar as indicações de crianças que eram elegíveis para o transplante e começamos a treinar a enfermagem e os médicos aqui do hospital, que fizeram treinamento em outros centros”, explica a diretora. Ela espera que os primeiros transplantes sejam feitos ainda neste ano.
Com a decisão do Ministério da Saúde, o HCB está autorizado a realizar os transplantes autogênicos. Nesta terapêutica, células formadoras do sangue são retiradas do próprio paciente e ficam preservadas enquanto ele passa por quimioterapia de condicionamento.
Ao final do tratamento quimioterápico, as células são devolvidas à criança, que permanece em ambiente apropriado até receber alta. Depois de voltar para casa, o paciente continua recebendo o acompanhamento do hospital e precisa usar medicação imunossupressora.
BENEFÍCIOS – A habilitação para o transplante beneficia não apenas as crianças com câncer, leucemia e linfoma, tratadas pela onco-hematologia, mas também as diagnosticadas com doenças congênitas, como imunodeficiências e anemia falciforme. “O transplante é a única terapêutica para curar algumas doenças genéticas. Inclusive, há uma portaria ministerial reconhecendo a anemia falciforme como uma doença passível de cura pelo transplante de medula óssea”, reforça Magalhães.
O HCB faz parte da rede da Secretaria de Saúde do Distrito Federal e é administrado pelo Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe). É um hospital público, de especialidades pediátricas, voltado ao tratamento de doenças que requerem uma assistência de alta complexidade.
O atendimento é feito para crianças encaminhadas pela Central de Regulação da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, que as direciona ao Hospital da Criança de Brasília.
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
WhatsApp #ZAPATIVA