Saúde

Campanha Antirrábica vacina cães e gatos em Samambaia no sábado 21 de setembro

Vistos

 

A Secretaria de Saúde vai vacinar cães e gatos na terceira etapa da Campanha Antirrábica 2019. A ação em Samambaia vai ocorrer  no dia 21 de setembro.

“O objetivo é promover a saúde humana, evitando casos de raiva no DF vacinando cães e gatos”, informou o gerente da Vigilância Ambiental de Zoonoses, Jadir Costa Filho.

O primeiro dia da campanha contou com 194 postos de vacinação, abertos nas áreas rurais de Águas Claras, Estrutural, Recanto das Emas, Gama, São Sebastião, Fercal, Sobradinho I e II, Paranoá, Ceilândia, Planaltina, Samambaia, Taguatinga, Riacho Fundo I e II, Núcleo Bandeirante, Park Way, Santa Maria e Brazlândia.

PRÓXIMA ETAPA – Ao longo deste mês, a dose nos animais da área urbana será aplicada sempre das 9h às 17h. Serão abertas 219 unidades de vacinação em 14 de setembro, e 262 em 21 de setembro, contemplando todas as regiões de saúde do DF.

No dia 14, as doses serão aplicadas na Asa Norte, Cruzeiro, Fercal, Guará, Jardim Botânico, Itapuã, Lago Norte, Lago Sul, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Park Way, Planaltina, São Sebastião, Sobradinho, Sudoeste/Octogonal, Varjão e Vicente Pires.

Já na terceira etapa da campanha, em 21 de setembro, os locais atendidos serão Brazlândia, Ceilândia, Gama, Recanto das Emas, Riacho Fundo, Samambaia, Santa Maria, Taguatinga, Estrutural e Águas Claras.

META – A expectativa da Gerência de Vigilância Ambiental de Zoonoses da Secretaria de Saúde é vacinar mais de 80% da população estimada de cães e gatos, ou seja, 246.735 cães e 24.673 gatos, totalizando 271.408 animais.

Foram disponibilizadas 270 mil doses de vacina para os três dias de campanha. O trabalho envolve 2,5 mil pessoas da Secretaria de Saúde, Emater e estudantes de Veterinária.

DOENÇA – A raiva é uma doença infecciosa viral aguda, que acomete mamíferos, inclusive o homem, e se caracteriza por uma encefalite progressiva e aguda, com letalidade em aproximadamente 100% dos casos.

O vírus é transmitido do animal para o homem principalmente através de mordida. Cães e gatos são os principais veículos da doença.

No Distrito Federal, o último caso de raiva em humanos foi registrado em 1978. O último caso de cães diagnosticados com a doença foi em 2000 e, em gatos, em 2001.

 

o autorKésia Paos
Coordenadora de Jornalismo Local
Jornalista da rádio Ativa FM
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
WhatsApp #ZAPATIVA