Cultura

Biblioteca Pública Samambaia: a falta que ela nos faz

Vistos

Repórter: Élton Skartazini

Recentemente o Conselho Cultura Samambaia foi convidado pela Secretaria de Cultura/DF, através da Biblioteca Nacional, a se posicionar sobre a Biblioteca Pública Inezil Pena Marinho, localizada na quadra 407, perto do Parque Três Meninas. O espaço, antigo prédio da SAB, deve virar um centro de línguas e é preciso retirar os livros. Mas levá-los para onde? Ficará Samambaia sem sua biblioteca pública?

A questão não é simples, ainda mais se analisarmos a fundo a situação da Biblioteca Inezil Pena Marinho que, ao pé da letra, nem pode se chamar de biblioteca, por falta de organização, renovação de acervo e acesso precário. Antes essa biblioteca funcionava no casarão do Parque Três Meninas, antiga residência da família Pena Marinho. Em 2003 foi para a quadra 407, de onde deve ser transferida novamente.

A primeira ideia cogitada é simplória: transferir o acervo desorganizado e desatualizado para o espaço que deverá ser a Biblioteca de Artes do Complexo Cultural Samambaia, um ambiente amplo, novo e vazio, pronto para receber a Biblioteca de Artes, compatível com a finalidade do Complexo Cultural que, no futuro, deverá ter uma Escola de Artes e Ofícios, o que requer a Biblioteca de Artes.

A segunda ideia é voltar com a biblioteca para o casarão do Parque Três Menina, reformado em 2014 junto com a revitalização do parque. O casarão está vazio e a biblioteca ali vai gerar fluxo pro parque, que precisa e comporta. A terceira ideia, ideal, é construir a Biblioteca Pública Inezil Pena Marinho, digna de Samambaia, na área indicada, na quadra 302, cj. 02, lt. 01, Centro Urbano, ao lado do Fórum.

O assunto é amplo e profundo! De nada serve simplesmente transferir problemas de um lugar pra outro. Ainda mais que, nessa mesma pauta, se deve tratar também das Bibliotecas Escolares (ou Salas de Leitura), das Malas do Livro, da Biblioteca de Artes do Complexo Cultural Samambaia, etc. Conforme encaminhado na 297ª Reunião Ordinária, o Conselho Regional de Cultura ampliará o debate. Participe!

o autorKésia Paos
Coordenadora de Jornalismo Local
Jornalista da rádio Ativa FM

Deixe uma resposta

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
WhatsApp #ZAPATIVA