Política

Seria um sinal divino a corrida ao governo do DF ter 12 candidatos

O major do Corpo de Bombeiros do DF Paulo Thiago Barreto não registrou a candidatura

Vistos

Segundo o cristianismo os doze discípulos de Jesus eram homens comuns a quem Deus usou de maneira extraordinária. A prece da população do Distrito Federal é que aquele que chegar ao cargo de governador consiga gerir melhor as áreas de segurança, saúde e educação no DF.

A corrida ao buriti dispôs ao eleitor do DF, em 2018, uma multiplicidade de concorrentes dispostos a sentar na cadeira do palácio do governador na área central de Brasília.  Ao todo doze candidatos lançaram candidatura, mas o Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal recebeu o registro de apenas 11 candidatos ao governo local nesta quarta-feira (15), encerramento do prazo. O major do Corpo de Bombeiros do DF, Paulo Thiago Barreto, não registrou a candidatura.

Como esperado a representatividade feminina na disputa não chega a 12%. Eliana Pedrosa (PROS) e Fátima Souza (PSOL) são as únicas mulheres que estarão nos palanques. Entre as demais opções tem nomes mais conhecidos como Rodrigo Rolemberg (PSB), cujo partido está coligado com a REDE e o PV, e tenta a reeleição. Rogério Rosso (PSD) também entrou com candidatura, além do deputado federal Alberto Fraga (DEM) que terá o apoio do ex-secretário de Saúde Jofran Frejat (PR) na composição da chapa majoritária.

Calouros também estão ingressando na política é o caso do herdeiro da rede de lanchonetes Giraffas, Alexandre Guerra que concorrerá pelo Partido Novo. O professor de história, Antonio Guilen (PSTU) também disputa a cadeira do Buriti com o bancário Renan Rosa Arruda fundador do PCO e diretor do Sindicato dos Bancários de Brasília.

Pelo Partido Republicano Progressista (PRP) o general Paulo Chagas, o economista Júlio Miragaia (PT) e o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no DF (OAB-DF) Ibaneis Rocha (MDB). O “escolhido” pelo povo terá a árdua tarefa de lidar com a insatisfação da população quanto aos serviços básicos.

 

 

 

 

 

Késia Paos
o autorKésia Paos
Coordenadora de Jornalismo Local
Jornalista da rádio Ativa FM

Deixe uma resposta

WhatsApp #ZAPATIVA