Cidade

Homem é condenado a 19 anos por homicídio no Recanto das Emas

Chayn Francyl Souza Franco efetuou disparos de arma de fogo contra Edmar Rodrigues de Sousa em 2012

Vistos

A Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri do Recanto das Emas obteve, nesta terça-feira, 4 de setembro, a condenação de Chayn Francyl Souza pela participação no assassinato de Edmar Rodrigues de Sousa em novembro de 2012. O réu terá de cumprir 19 anos e 6 meses de reclusão em regime inicialmente fechado. Os jurados acolheram as duas qualificadoras sustentadas pelo MPDFT: motivo torpe e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima, que foi alvejada em via pública por diversos disparos de arma de fogo.

Chayn respondeu o processo em liberdade, mas a Justiça decretou a sua prisão preventiva logo após a condenação. “Há notícias nos autos de que o acusado se dedica com frequência à prática de delitos, participa de gangues, é autor de ilícitos em mais de uma unidade da Federação, sempre em crimes graves e violentos, como homicídio, roubo e latrocínio”, diz a sentença.

Entenda o caso

Em 25 de novembro de 2012, por volta de 20h, em via pública do Recanto das Emas, Wellington Lima Mota, com o apoio de Chayn Francyl Souza Franco, efetuou disparos de arma de fogo contra Edmar Rodrigues de Sousa.

A vítima havia fornecido uma arma de fogo a um grupo rival dos réus, que teria sido utilizada em tentativa de homicídio contra Wellington. Chayn Francyl prestou auxílio material e moral ao crime, na medida em que forneceu a arma de fogo utilizada na empreitada criminosa, incentivou seu comparsa a executar o delito e conduziu o veículo no qual os denunciados seguiram até o local dos fatos e, após a prática do crime, fugiram.

Wellington já enfrentou o júri popular em 2017, que o condenou a 16 anos e 6 meses de reclusão. Processo: 2017151004619-6

Processo 2018.15.1.001267-9

Deixe uma resposta